TOTAL DE VISUALIZAÇÕES

domingo, 10 de outubro de 2010

Historic Route 66 - 5

Hurricane, 10 outubro 2010

Meus amigos,

Conforme combinado aqui vai um resumo do dia de hoje.

A ideia era ir ao Zion National Park e de lá pegar o rumo do Grand Canyon National Park-North. Acontece que o Zion é maravilhoso, a estrada de Hurricane, onde eu estava, até lá é cheia de lugares interessantes e tem mais ou menos 22 milhas. No meio do caminho havia um forte, como aqueles do velho oeste, que deixei para visitar na volta, o que iria me causar sérios transtornos. Visitei o Zion, zilhões de fotos, paisagens deslumbrantes, comi qualquer besteira e comecei a voltar. A medida em que olhava a paisagem em volta sentia-me montado não numa HD mas num Apaloosa, daqueles que Jonh Waine montava quando entrava na cidade dando tiros nos facinoras. Acho que foi ai que baixou o espirito de cow-boy em tio Helio. O fato é que cheguei na hora errada às portas do tal forte do 5o. de Cavalaria. Eles estavam sob forte ataque dos moicanos, chefiados por um tal de “Nine fingers”. Esgueirando-me tal como uma serpente pude observar os preparativos que os sacanas faziam para uma última investida: que patifes !

                       

 Como eles tinham matado todas as mulas, vi-me obrigado a tentar empurrar as carroças de agua e mantimento para dentro do forte sem sucesso (fotos abaixo).





Não me restou outra alternativa senão pregar fogo com vontade, satisfação e sem a menor parcimonia na idiaiada (o PV que tenha a santa paciencia mas não dava pra ver aquelas cabeleiras ridiculas sem fazer nada), derrubei uns 4 Leomouras e uns 2 Neymares (foto 3).  

Num determinado momento, no meio do tiroteio, a voz inconfundível  (ele tem a lingua presa) do chefe “Nine Fingers”:   “-Avante meus bravos, nunca antes na historia da nação moicana, etc, etc…”. Foi ai que senti que tinha conversa, o cara devia ser chegado a uma “marvada”. Incontinenti, saquei  do meu fiel Jack Daniels e propus um “trampo” (foto 4).



Pra que, o cara aceitou na hora e fez questao de tirar foto comigo (foto 5).




Em seguida levou-me ao "saloon" onde me desafiou para um tal de “vira-vira”. Não gostei muito do nome mas depois de me esclarecerem que era só encher os cornos para ver quem bebia mais, topei. Pra que, o cara era professional e eu, já prejudicado pela historia do lenço com alcool em Las Vegas, perdi de goleada. Não sei como fui parar fora do saloon (vide foto 6)




e acordar no xadrez .



Só fui liberado depois de prestar trabalhos comunitários compativeis com meu QI.



Abração,

Helio
Postar um comentário