TOTAL DE VISUALIZAÇÕES

segunda-feira, 27 de junho de 2016

CANADA E ALASKA DE MOTO - 3

COMMERCE (GA) – TAIL OF THE DRAGON (NC)

27 junho 2016

Mais um dia maravilhoso, como são todos quando estamos pilotando uma moto. Especialmente eu, que andava meio desconfiado da minha capacidade de continuar exercendo o ofício. 

O acidente do ano passado no Tirol me deixou algumas dúvidas que, gradativamente e de acordo com as situações que se apresentam, vou conseguindo eliminar. Hoje, por exemplo, peguei uma chuva para ninguém botar defeito.

Mais uma vez estava rodando pelas belíssimas estradas secundárias quando vi uma baita nuvem (cumulus nimbus) carregada de água e prestes a desabar na minha cabeça.






Não tinha para onde fugir, foi colocar a roupa de chuva, o Google por cima dos óculos e vamos em frente sem atrapalhar quem vem atrás. Batimentos cardíacos em sintonia com o motor da Helô, os Pirelli dando conta do recado, uso do freio restrito ao “freio motor”,  distancia aumentada para o carro da frente, olho no spray dos pneus, movimentos o mais suaves possível  e o bailado aconteceu ....... passei no teste .

Quando a chuva diminuiu dei de cara com uma cidade Suiça. Será que comecei a misturar as viagens, pensei.  Será que o velho Jack, com o qual firmei o caráter  pela manhã está batizado !  



A cidade é muito pequena, cortada por um rio limpíssimo, o Chattahoochee.  




TODOS os estacionamento são pagos (5 dólares) e apesar do preço quis saber um pouco mais da história. 

A cidade, que se chamava Helen, segundo o censo de 2.000 tinha 430 habitantes (e acho que uma grande parte trabalha nos estacionamentos). Em 1969, com a economia em declínio, seus habitantes resolveram transforma-la em uma cópia de uma cidade dos Alpes e assim todas as residências, prédios comerciais e públicos tinham de ter uma arquitetura típica dos Alpes. 







Para encurtar, a cidade é um sucesso, linda demais, as estradas um verdadeiro paraíso para os motociclistas, o turismo bomba o ano inteiro. A agenda de eventos tem  até mesmo uma Octoberfest que dura setembro, outubro e novembro, além de montanhismo, rafting e muito, muito mas muito motociclismo.

Hoje a cidade se chama Alpine Helen com todo o mérito, afinal eles apenas trocaram os Alpes pelos Appalachians.

O melhor de tudo foi na hora de ir embora, a lady que cobrava o estacionamento disse que para uma moto linda como aquela era grátis....

Voltando à estrada, ao mesmo tempo em que a topografia começava a ficar parecida como a da área do Tail of the Dragon, uma chuvinha intermitente voltava a encher a paciência. Mais uma vez muita concentração, repassando mentalmente os procedimentos para as situações que eu conseguia antecipar, as outras ia no improviso mesmo mas devo dizer que foi muito bom.





O maior problema  era que eu não consegui agendar um hotel na área. Os dois sites que utilizo para faze-lo estavam fora do ar. Nessas horas a chuva aperta, o notebook começa a ficar sem bateria, vai batendo uma vontade de tirar as botas  encharcadas, a unha encravada começa a doer e me lembro de alguns pilantras brasileiros. 

A opção foi apelar para o GPS, aquela função em que ele indica os hotéis mais próximos. Os dois primeiros não existiam mais (o GPS está desatualizado) mas quando olhei a relação dos demais gostei de um nome “TWO WHEELS INN”. Custei um pouco a achar pois chovia uma barbaridade mas quando cheguei, que surpresa. Até garagem (aquecida) para a Helô.





Bem, acho que extrapolei hoje, amanhã prometo não escrever nada.


Abração moçada....
Postar um comentário