TOTAL DE VISUALIZAÇÕES

quarta-feira, 1 de julho de 2015

UM VELHOTE DE MOTO NA EUROPA - 38



MODENA – ROVIGO – VENEZA


1 de Julho de 2015



Saí de Modena com o GPS “setado” para Rovigo, afinal era a terra de minha avó e pelo menos uma foto ao lado da placa da cidade eu tinha que tirar. Porém foi mais do que isso. Fiz as fotos, colei um adesivo do “Gato Cansado” na placa e tomei uma generosa dose de “Limoncello” (foi o que deu para arrumar, né).


O Mais engraçado é que falei com o frentista do posto do outro lado da estrada o que iria fazer e ele se emocionou. Falei no nome de minha avó Francesca Bellinello Rosso e ele me disse que tinha vários Bellinellos na cidade. Expliquei então que o sobrenome dela era Rosso, Bellinello era por causa de meu avô. Bem, Rosso eu não conheço, mas temos muitos Rossi, me disse ele, ao mesmo tempo em que me apressava exatamente como minha avó fazia: me empurrando e falando rapidamente: “- via, via, via”... Hahahahahaha. Que saudades daquela velhinha bonachona, e brava quando preciso.


Quando voltei, o frentista estava mais emocionado ainda (acho que ele tomou algo mais forte do que Limoncello), me abraçou e juro que pensei que fosse me beijar. Me dava tapas nas costas e repetia algo como “piu belo, piu belo”. O pessoal que estava abastecendo já sabia da história e me olhava com um sorriso de aprovação. Foi muito legal.
Cumprimentei todos e, depois de mais um abraço no “paisano”, parti para o centro de Rovigo.





Uma graça de cidade, como todas com uma muralha em volta, com pórticos na direção de cada uma das estradas que chegavam na cidade (cinco). Claro que hoje a muralha muitas vezes está escondida por alguma pequena construção que foram agregadas a ela, ou por revestimentos cobrindo o original, etc., mas com um pouco de boa vontade e imaginação você consegue “vê-la”.
Saudades da risada da minha Nona.









Bem, agora era chegar a Lido de Veneza, onde reservei hotel. O que será que o GPS iria me aprontar dessa vez ? Uma surpresa, levou-me certinho à estação do Ferry-Boat, colocando-me praticamente dentro da barca para fazer a travessia.




Lido de Veneza é uma ilha formando uma espécie de “embate” à frente de Veneza protegendo-a do Adriático, com isso a navegação das pequenas lanchas que servem de ônibus pelos inúmeros canais de Veneza é feita sem grandes desconfortos.



Lido de Veneza é muito bonita, com mansões lindas e muito bem cuidadas. A quantidade de bicicletas e scooters impressiona bem como o descumprimento das leis de trânsito. Para visitar Veneza você compra um passe de 24 horas (20 euros) e pode circular por todos os canais utilizando qualquer uma das lanchas/ônibus. Vale a pena, apesar da quantidade de turistas se esbarrando nas ruas, lojas e restaurantes. Faz parte...


A seguir algumas imagens de Veneza.





















Postar um comentário