TOTAL DE VISUALIZAÇÕES

terça-feira, 20 de agosto de 2013

A MARCHA PARA O OESTE - Honeyville

 
Honeyville (UT)   17 de agosto de 2013
Vou ficar em Honeyville hoje e amanhã e só na segunda-feira retomo a viagem em direção ao Grand Teton (Wyoming). Acontece que os hoteis estão lotados, pelo menos via Booking e Hotwire.com, e somente hoteis com diárias de 350 dólares para cima tem vagas. E no que depender de mim ficarão assim até o dia do Juizo Final. Mas tudo bem, nada acontece por acaso nem tenho compromissos que não possam ser desmarcados, além do mais tenho que ligar para dois operadores de meus cartões de crédito que voltaram a ser bloqueados. A cada 15 dias tenho que ligar para os infelizes pois eles acreditam que eu roubei os cartões de um tal de Hélio Rodrigues Silva que, por uma incrível coincidencia, sou eu mesmo. O problema é que uso o cartão em várias cidades e eles se espantam com isso. Talvez eles achem que eu devesse voltar à Virginia (onde comecei a viagem) todas as vezes que fosse abastecer, almoçar ou me hospedar em um hotel.  Se telefono para reclamar a atendente  me pergunta para quais cidades eu vou e respondo o mais educadamente possível: “- Minha filha, acabei com vários relacionamentos para não responder a essa pergunta e voce, que ainda nem sentou na garupa da Helö, já está querendo saber ? Desta forma não vejo um futuro muito promissor para nós dois”.  Geralmente elas desligam e o cartão permanece bloqueado, a menos que atenda uma voz masculina aí minha fala não tem razão de ser (vai que o cara tope sentar na garupa ?  Sem chance !). Bem isso é coisa que tenho que resolver mais tarde pois o 0800 não está atendendo agora.
O dia hoje não foi perdido, fui até uma cidade aqui perto atraido pelo seu nome, que evoca um anti-depressivo se não me engano : Logan. São 26 milhas de uma estradinha simpática cruzando ranchos e lagoas numa grande e plano vale entre duas cadeis de montanhas. O visual e a energia são tão bons que a gente acaba agradecendo ter ficado mais tempo na região. A cidade de Logan é linda, pra variar os prédios antigos preservados, todos com plaquinha de bronze na entrada com seu histórico, onde ficamos sabendo que a iniciativa da preservação partiu da comunidade Mórmon.

 
 
 
Na rua inúmeras esculturas, predominando os touros que depois vim saber, representam o AGGIE, mascote da USU (Utah State University).

 
Passei em frente a um deles vestido de Evel Knievel e, não sei se efeito do sol, imaginei que ele queria me atropelar mas com um reflexo semelhante a um raio, safei-me da tentativa de atropelamento.

 
 
 
 
 
 
 
HONEYVILLE  (Utah)   18 de agosto de 2013 

Ontem na piscina do Crystal Hot Springs, conheci um grupo aqui da cidade e quando souberam que eu era brasileiro a conversa fluiu com facilidade. Ao final uma das participantes convidou-me para assistir ao culto de domingo, hoje, na Capela Mórmon. Aceitei, pois sei que isso é uma grande consideração, e aprendi um pouco mais sobre esse país e sobre os Mórmons. Todos são muito comunicativos, simples e bem humorados e tratam-nos com toda consideração e igualdade, independente de seu credo religioso. Fui apresentado a várias pessoas e apesar de estar vestido de motoqueiro no meio de ternos e gravatas não me senti deslocado em nenhum momento. Uma das pessoas a quem fui apresentado, Jeremy,  trabalhou no Nordeste por 2 anos e fala um ótimo portugues. Ele acabou por convidar-me a almoçar em sua casa pois hoje era seu aniversário. Fiquei um tanto preocupado de estar invadindo um espaço familiar mas ele me desarmou quando disse que tinha Guaraná Antactica e que eu tinha de ajuda-lo a beber. Fui e este é mais um momento que ficará marcado para sempre. Todos me trataram como se fosse da família, preocuparam-se com as marcas do sol nos meus braços e mão e na hora de ir embora fizeram questão de registrar o momento e enviar-me a foto por e-mail. São as surpresas que a estrada reserva para aqueles que a respeitam e compreendem.
 
 
 


 
 

Postar um comentário